RB AMBIENTAL

O PORTAL DE INFORMAÇÕES AMBIENTAIS DO DISTRITO FEDERAL

26/8/08

Aterro Sanitário e Unidade de Incineração

Aterro Sanitário e Unidade de Incineração de Resíduos Perigosos

 

Por Ana Carolina Fuchs Freitas¹

Os resíduos gerados em função das atividades humanas são motivos de preocupação, por representarem risco à saúde e ao meio ambiente. Assim, de forma direta ou indireta, os resíduos têm grande importância na transmissão de doenças por meio de vetores e pelo próprio ser humano.

Quando não são tomados cuidados essenciais, como a destinação adequada para cada tipo de resíduos, eles contribuem para a poluição biológica, física e química do solo, da água (superficial e subterrânea) e do ar, e fazem com que haja várias formas de exposição ambiental, por meio de vetores biológicos e mecânicos.

Para atender essa demanda da destinação correta dos resíduos sólidos foi implantado, em 01 de abril de 2008, o Aterro Sanitário da Cidade Ocidental/Unidade de Incineração de resíduos perigosos (Alvará de Funcionamento nº 20080145). Localizado na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno – RIDE/DF, distante apenas 51 km do plano piloto de Brasília/DF, o Aterro possui suas instalações no município de Cidade Ocidental, em Goiás, sendo gerenciado pela Quebec Construções e Tecnologia Ambiental Ltda. (CNPJ: 26.921.551/0002-62), por meio de contrato de concessão pública. A unidade teve seu funcionamento autorizado pelo Projeto de Lei Municipal s/n, de 15 de fevereiro de 2008 e Licenças GCP n. 331/2008 e n. 490/2008), sendo apta a receber e tratar resíduos de outros municípios e do Distrito Federal, de acordo com os padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT e legislação vigente para disposição final de resíduos.

Com capacidade de operação diária de aproximadamente 1.800 toneladas, o Aterro da Cidade Ocidental é licenciado para a disposição de resíduos Classe II – não perigosos; II A – não inerte e II B – inerte, especificados pela NBR 10.004 (ABNT, 2004), mais os resíduos dos serviços de saúde do grupo “A, D e E”, especificados pela Resolução RDC nº 306, de 7 de dezembro de 2004, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA e pela Resolução nº 358, de 29 de abril de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA.

 
Os resíduos compreendidos nas Classes II podem ser incinerados ou dispostos em aterros sanitários. Já os resíduos de Classe I – perigosos, devem ser queimados em incineradores especiais. Nesta Classe I, inserem-se também os resíduos da área rural, como as embalagens de pesticidas ou de herbicidas e os resíduos gerados em indústrias químicas e farmacêuticas.

 
Para a Classe I, a Quebec Ltda. dispõe de uma unidade de incineração licenciada, com capacidade para processamento de 15 toneladas de resíduos patológicos e industriais tóxicos. Composta por um incinerador URI, de tecnologia Coreana e Brasileira, a unidade atinge combustão completa com baixíssimas emissões de gases.

Classificação dos Resíduos Sólidos, segundo a NBR-10.004, da ABNT:
• Classe I - Perigosos: são os que apresentam riscos ao meio ambiente e exigem tratamento e disposição especiais, ou que apresentam riscos à saúde pública. Exemplo: Solventes (tóxicos, inflamável), lodo de tratamento de efluentes, óleos, graxas, Pigmentos inorgânicos, químicos orgânicos.
• Classe II A - Não-Inertes: são basicamente os resíduos com as características do lixo doméstico.
• Classe II B - Inertes: são os resíduos que não se degradam ou não se decompõem quando dispostos no solo, são resíduos como restos de construção, os entulhos de demolição, pedras e areias retirados de escavações.

Classificação dos Resíduos dos Serviços de Saúde, segundo a Resolução RDC n° 306, da ANVISA:
• GRUPO A: Resíduos com a possível presença de agentes biológicos que, por suas características, podem apresentar risco de infecção.
• GRUPO D: Resíduos comuns.
• GRUPO E: Materiais perfuro cortantes.

LOCALIZAÇÃO:
O Aterro Sanitário de Cidade Ocidental localiza-se na Fazenda Santa Filomena, Área Quinhão Gleba 1C, Zona de Expansão Urbana – Cidade Ocidental, Goiás.

INTERESSADOS:
Empresas geradoras de resíduos, indústrias, hospitais, gráficas, universidades que necessitam de dispor seus resíduos classificados acima e serem ambientalmente corretas, de acordo com a legislação vigente.

CONTATO:
Raphael Wong (Engenheiro Ambiental e Sanitarista) ou

Ana Carolina F. Freitas (Engenheira Ambiental)
Tel.: (61) 3041-1569 / 9676-6714

¹Ana Carolina Fuchs Freitas é Engenheira Ambiental, pela Universidade Católica de Brasília, 2007. Desde abril de 2008 trabalha na Cidade Ambiental (empresa sócia da Quebec Construções e Tecnologia Ambiental), município de Cidade Ocidental/Goiás, como Engenheira Ambiental.

E-mail para contato: acf.quebec@gmail.com

criado por zazaa978    11:02 — Arquivado em: Artigos

Nenhum Comentário

Nenhum comentário ainda.

O formulário de comentários está fechado no momento.

Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://rbambiental.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.